"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

terça-feira, 15 de junho de 2010

Nós sugerimos o filme INVICTUS!

Quem gostou de "Mãos Talentosas"
não deve perder!



Vamos aproveitar a Copa do Mundo de Futebol na África do Sul para conhecermos a história de um povo marcado pela segregação racial. Refletiremos sobre o nosso país e sobre as entrelinhas do preconceito em um novo projeto de trabalho, intitulado PRETO & BRANCO.

Para aquecermos o debate, sugerimos um filme que pode ser assistido por toda a família: INVICTUS.

Em 1995, a África do Sul sediou a final da Copa do Mundo de Rúgbi, no que representou o primeiro evento esportivo a ser realizado no país depois de décadas de boicote da comunidade internacional em função do apartheid. Além de uma série de resultados decepcionantes nas partidas preparatórias, a equipe anfitriã enfrentava a desconfiança da população negra, pois, durante décadas, o esporte da bola oval era um privilégio da minoria branca. Porém, para o então presidente Nelson Mandela, a divisão era uma oportunidade de estimular uma demonstração de compromisso com uma mudança de tempos.

Na época, Mandela se envolveu pessoalmente com os preparativos para o Mundial. Juntamente com François Pienaar, o capitão dos Springboks (apelido da seleção sul-africana de rúgbi), o presidente criou um programa promocional que incluiu clínicas em comunidades carentes e sessões de treinamento em que o time, literalmente, corria pelas ruas do país. Pienaar, embora tivesse origens na minoria branca, abraçou a causa com empenho comovente.

Depois de quase terem sido proibidos de jogar em represália pelo passado de segregação, os Sprignboks - alguns jogos tinham torcedores negros apoiando os rivais - transformaram-se num xodó do público.

A Copa do Mundo representou um momento de catarse nacional quando, na final, o time bateu a fortíssima equipe da Nova Zelândia.

Os eventos daquele 1995 inspiraram um belíssimo livro escrito pelo jornalista John Carlin, que, no ano passado foi adaptado pelo ator e diretor Clint Eastwood no filme INVICTUS, em que o líder Nelson Mandela é interpretado por Morgan Freeman, e Pienaar, por Matt Damon. (Jornal O GLOBO)

Nenhum comentário: