"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

terça-feira, 20 de julho de 2010

Literatura africana


Desde 2003, a lei 10.639 determina a obrigatoriedade do ensino da história e da cultura afro-brasileira e africana nos currículos escolares. Estamos plantando essa importante semente em nossas salas de aula.

Preparamos uma listagem de autores da literatura africana.
Uma boa opção de passeio para as férias é ir a boas livrarias para conferir de perto estes títulos.


PARA CRIANÇAS



Feliz Aniversário Jamela

Mais uma aventura de Jamela, a alegre menina sul-africana das soluções criativas. Dessa vez, ela faz aniversário e se encanta com um lindo e caro par de sapatinhos modelo “Princesa”, mas a mãe insiste para ela escolher um mais confortável. Diante da frustração, Jamela enfeita os sapatos novos com contas e pedrinhas brilhantes, criação que logo se torna popular na feira de artesanato local e rende a Jamela uns bons trocados.
Livro de Niki Daly
País: África do Sul
Editora: SM


O Leão e o Coelho Saltitão

Como os demais títulos da coleção Mama África – que apresenta ao público infanto-juvenil as lendas africanas – O Leão e o Coelho Saltitão, de Ondjaki, narra a origem do desentendimento entre o Leão, o rei da selva, e o Coelho, o animal mais esperto da floresta. Neste livro, a Floresta Grande atravessa um momento de crise: devido a inundações e incêndios, faltam alimentos para os animais, que então se veem obrigados a comer raízes e frutos secos. Um dia, o Leão, rei da floresta, sedento por carne fresca e abundante, pede conselhos a seu amigo, o Coelho Saltitão. O Coelho, com muitas ideias astutas, arma um plano para acabar com a fome do Leão, mas sobretudo com a sua própria. Com ilustrações de Rachel Caiano, O Leão e o Coelho Saltitão nos explica porque, afinal, até hoje o leão e o coelho não são grandes amigos.
Livro de Ondjaki
País: Angola
Editora: Língua Geral

O homem que não podia olhar para trás

Neste conto infanto-juvenil, Nelson Saúte, jovem e talentoso autor moçambicano, inspirou-se, para criá-lo, na história “O homem chamado Namarasotha”, contado a Elisa Fuchs por César Intupa, e inserido no livro “Contos populares moçambicanos”. Ilustrado por Roberto Chichorro, artista plástico moçambicano, a narrativa retrata a peregrinação de Abdala Mussa pelas terras da África.
Livro de Nelson Saúte
País: Moçambique
Editora: Língua Geral


Um Passeio pela África
Angola, Guiné, Costa do Marfim, Senegal, Congo. Em Um passeio pela África, primeiro livro infanto-juvenil do embaixador e acadêmico Alberto da Costa e Silva, os jovens brasileiros Zezinha, Gustavo e Inácio se aventuram por um continente que, na maioria das vezes, conhecemos apenas dos Atlas geográficos. Maior africanista do país e autor do clássico A enxada e a lança, Costa e Silva propõe um delicioso roteiro em que olha para o passado africano — mostrando as diferenças culturais entre os vários povos que vieram para o Brasil como escravos e ajudaram a formar nossa cultura — mas também aponta para o futuro. Fugindo dos clichês, ele revela para os jovens leitores uma África urbana e moderna, sem deixar de destacar as peculiaridades de cada país visitado por seu trio de personagens.
“Um passeio pela África” conta com as ilustrações de Rodrigo Rosa. Multicoloridas, elas enfatizam a imagem de um continente vibrante e plural, destacada pelo autor.
Livro de Alberto da Costa e Silva
Editora: Nova Fronteira

O Filho do Vento
História inspirada num conto tradicional dos koi-san, um povo nómada do sul de África.
Livro de José Eduardo Agualusa
País: Angola
Editora: Língua Geral


O Beijo da Palavrinha
Esse conto faz parte da coleção Mama África, que resgata contos tradicionais africanos. Maria Poeirinha é uma menina pobre que nunca viu o mar. Muito doente, recebe o carinho do irmão, que encontra uma maneira de apresentar o oceano a ela.
Livro de Mia Couto
País: Moçambique
Ed. Língua Geral

O Gato e o Escuro
Pintalgato vive sendo alertado pela mãe para que não ultrapasse a fronteira do dia.Mas ele, louco para descobrir o que se esconde sob a sombra da noite, decide se aventurar e acaba tendo um encontro inusitado com o escuro. Quando volta para a luz do dia, descobre que seu pêlo, antes amarelo com pintinhas, está preto como a noite, e fica apavorado. Com ajuda da mãe, porém, consegue perceber que o medo do escuro, na verdade, é o medo das “ideias escuras que temos sobre o escuro”.

Com uma prosa envolvente e cheia de pequenas surpresas poéticas, Mia Couto elabora uma bela fábula sobre as aflições e o encantamento com o desconhecido.Nas palavras do autor: “A maior parte dos medos que sofremos, crianças e adultos, foram fabricados para nos roubar curiosidade e para matar a vontade de querermos saber o que existe para além do horizonte”.
Livro de Mia Couto
País: Moçambique
Editora: Companhia das Letrinhas


PARA ADOLESCENTES, JOVENS E ADULTOS

 
 
Quem me Dera ser Onda
Ruca e Zeca são dois meninos angolanos que vivem em um prédio em Luanda, capital da recém-liberta Angola, então envolta em uma guerra civil. Ao esconderem um porco no edifício onde moram, causam a indignação dos moradores que, aos poucos, vão revelando as suas diferenças.
Livro de Manuel Rui
País: Angola
Editora: Caminho


Bom Dia Camaradas
Bom Dia Camaradas, romance do escritor angolano Ondjaki, expõe a trajetória de Angola depois da independência, ambientado em Luanda na década de 80. O protagonista é um menino da classe média pós-colonial que narra seus dias em paralelo com o ano letivo. Uma poética história que revela o mundo nos diálogos com o camarada Antônio, nas aulas dos professores cubanos, nos cartões de racionamento, na visita da tia que vem de Portugal, nos medos, nas despedidas, nos sonhos e nas percepções em câmara lenta.
Livro de Ondjaki
País: Angola
Editora: Sinergia – Agir


Luuanda
Em três contos, divertidos porém intensos, Luandino Vieira narra o ambiente dos musseques (favelas) luandenses, durante os anos de uma Angola colonial. A opressão e a exclusão social ditam as relações entre portugueses e angolanos no período.
Livro de Luandino Vieira
País: Angola
Editora: Caminho / Companhia das Letras


Terra Sonâmbula
Um ônibus incendiado em uma estrada poeirenta serve de abrigo ao velho Tuahir e ao menino Muidinga, em fuga da guerra civil devastadora em Moçambique. O veículo está cheio de corpos carbonizados. Mas há também um outro corpo à beira da estrada, junto a uma mala que abriga os "cadernos de Kindzu", um longo diário. A partir daí, duas histórias são narradas paralelamente: a viagem de Tuahir e Muidinga e, em flashback, o percurso de Kindzu em busca dos naparamas, guerreiros tradicionais, abençoados pelos feiticeiros, que são, aos olhos do garoto, a única esperança contra os senhores da guerra.
Livro de Mia Couto
País: Moçambique
Editora: Companhia das Letras


Niketche
Certo dia, a moçambicana Rami descobre que o marido, Tony, é polígamo: tem outras quatro mulheres e vários filhos. As esposas de Tony estão espalhadas pelo país: em Maputo, em Inhambane, na Zambézia, em Nampula, em Cabo Delgado. A poligamia era comum na tradição ancestral, mas ela – uma mulher moderna – não pode tolerar tal situação. Numa decisão surpreendente, Rami decide ir atrás das mulheres do marido.
Livro de Paulina Chiziane
País: Moçambique
Editora: Companhia das Letras

Nenhum comentário: