"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Leituras



"Onde eu não estou, as palavras me acham."
Manoel de Barros

 

Boas férias e excelentes leituras!
Até breve!




CURVO OU RETO: OLHAR SECRETO
Autor: Ana Maria Machado | Luisa Baeta
Editora: Global

Em Curvo ou Reto, Ana Maria Machado e Luisa Baeta - mãe e filha -, mesclam imagens e texto. Através de um divertido jogo de palavras, fotos coloridas e originais, as autoras convidam o leitor a olhar e ver, ver e prestar atenção em tudo que está a sua volta. Um jeito gostoso e criativo de lidar com a percepção, sensibilidade e imaginação! Tem muita coisa redonda espalhada por aí. E tem também muita reta pra quem sabe descobrir. Reta e curva em toda parte: torcendo no futebol, na areia ou no gramado, faça chuva ou faça sol. Podem ser coisas sozinhas ou bem juntas num montão, penduradas...


A GAROTA DAS LARANJAS
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Cia. das Letras
Neste novo livro de Jostein Gaarder - o autor que conquistou milhões de leitores de diversas idades com O mundo de Sofia e outros sucessos internacionais -, uma carta que ficou guardada por muito tempo revela ao adolescente Georg Roed uma história extraordinária. O autor da carta é o pai do menino, morto há onze anos - ele escreveu esta longa mensagem de despedida para que o garoto pudesse lê-la depois, quando estivesse mais maduro. A história que o pai conta é do tempo em que ainda era um jovem estudante de medicina: a sua busca por uma moça desconhecida, que ele vê por acaso nas ruas de Oslo, sempre carregando um saco cheio de laranjas. Apaixonado, o rapaz persegue os diversos mistérios que cercam os seus encontros com a garota das laranjas, numa aventura que culmina numa grande revelação. Alternando entre a voz de Georg e a do pai, Jostein Gaarder constrói uma narrativa pontuada com perguntas filosóficas, que tratam de temas como o amor, a morte e a grandeza do universo.


A REVOLUÇÃO DOS BICHOS
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das Letras


Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, 'A revolução dos bichos' é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram 'A revolução dos bichos' a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. Depois das profundas transformações políticas que mudaram a fisionomia do planeta nas últimas décadas, a pequena obra-prima de Orwell pode ser vista sem o viés ideológico reducionista. Mais de sessenta anos depois de escrita, ela mantém o viço e o brilho de uma alegoria perene sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão dos grandes projetos de revolução política. Escrito com perfeito domínio da narrativa, atenção às minúcias e extraordinária capacidade de criação de personagens e situações, 'A revolução dos bichos' combina de maneira feliz duas ricas tradições literárias - a das fábulas morais, que remontam a Esopo, e a da sátira política, que teve talvez em Jonathan Swift seu representante máximo.


LIVRO DAS PERGUNTAS

Autor: Pablo Neruda
Ilustração: Isidro Ferrer
Tradução: Ferreira Gullar
Editora: Cosac Naify 


O Livro das perguntas é um ousado experimento vanguardista com esmerado projeto gráfico e impressão cuidadosa. Nesta viagem ao imaginário de Pablo Neruda, um dos maiores poetas do século XX, surgem questionamentos sobre os animais, os elementos da natureza, o significado da vida e da morte, a sua própria existência. Com ilustrações feitas através da reprodução fotográfica de colagens e instalações, o artista plástico espanhol Isidro Ferrer não tentou responder às perguntas de Neruda, mas capturou a essência delas, criando um diálogo com o texto na forma de cenários surrealistas - metáforas da sua maneira de perceber o mundo. 



O CAVALEIRO DO SONHO: AS AVENTURAS E DESVENTURAS DE DOM QUIXOTE DE LA MANCHA

Autor: Ana Maria Machado
Editora: Mercuryo Jovem


Em 'O cavaleiro do sonho - As aventuras e desventuras de Dom Quixote de La Mancha', Ana Maria Machado rende homenagens aos que ousam sonhar com um mundo melhor. Ao recontar a obra clássica de Cervantes, o narrador reconstrói a história em torno de significativos episódios do Quixote original e, por meio deles, conversa com o leitor sobre a singularidade de certos homens que, lutando contra moinhos de vento, arriscam a própria vida para o bem da comunidade. O livro traz um triplo presente - o reconto das aventuras e desventuras do cavaleiro andante, os desenhos a lápis de cor da 'Série Dom Quixote' e os painéis 'Guerra e Paz', criados em favor da paz mundial. Esta história é ilustrada por Candido Portinari, um artista que também sonhava com um mundo melhor. Dom Quixote protegia os fracos e combatia os poderosos com sua velha lança. Portinari denunciava as injustiças com as tintas. Ana Maria Machado reescreve a história de Dom Quixote de La Mancha para que o jovem leitor lute sempre por um mundo melhor e mais justo, sem medo de parecer tolo aos olhos dos outros.



O FAZEDOR DE VELHOS

Autor: Rodrigo Lacerda
Ilustrações: Adrianne Gallinari
Editora: Cosac Naify
 

O livro de Rodrigo Lacerda, que já vendeu mais de 32 mil exemplares, chega à sexta reimpressão. Na obra, o autor narra a passagem de Pedro para a vida adulta. O adolescente descobre que a vida pode não ser tão doce quanto a primeira paixão, e encontra na literatura um caminho para buscar suas respostas. Mas o que torna O Fazedor de Velhos uma novidade do gênero é sua capacidade de reavivar a ternura e o afeto como sentimentos que também participam do processo de amadurecimento. Neste romance de iniciação, Rodrigo traça o retrato de um artista quando jovem. O personagem Pedro tem dúvidas sobre seus caminhos, o que o leva a pensar em desistir da faculdade de história. Eis que conhece Nabuco, um professor que o auxilia na difícil tarefa de se colocar no mundo. E por meio dos livros conhecerá a si mesmo. Sobretudo quando aparece Mayumi, por quem sentirá uma nova forma de amor. A prosa de Rodrigo Lacerda, ora bem-humorada ora emotiva, dialoga com leitores de todas as idades.


CONTOS MARAVILHOSOS INFANTIS E DOMÉSTICOS
Autor: Irmãos Grimm
Ilustrações: J. Borges
Tradução: Christine Röhrig
Editora: Cosac Naify

Em comemoração ao bicentenário da primeira edição dos contos dos irmãos Grimm, a Cosac Naify se orgulha de apresentar ao leitor brasileiro uma obra rara: num feito inédito no mercado editorial do país, lança a versão original das 156 histórias, nunca antes reunidas em português, diretamente traduzidas do alemão. A coletânea, dividida em dois tomos como a original (publicados em 1812 e 1815), conta com tradução da especialista Christine Röhrig e ilustrações do gravurista pernambucano J. Borges. A Cosac Naify manteve os prefácios escritos pelos Grimm e algumas notas de cunho histórico, além de trazer uma apresentação exclusiva do professor doutor Marcus Mazzari.
É com ar de novidade que o leitor vai redescobrir contos cujas adaptações, e seus famosos “viveram felizes para sempre”, diferem completamente dos originais, com desfechos surpreendentes (e às vezes chocantes!). 


EXTRAORDINÁRIO
Autor: R. J. Palacio
Editora: Intrinseca
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
 
August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.



IMAGENS QUE CONTAM O MUNDO
Autor: Eric Godeau
Editora: Edições SM
 
"Imagens que contam o mundo" é uma reconstrução significativa dos principais momentos da história universal a partir da segunda metade do século XX feita pelo mais ousado e emblemático fotojornalismo moderno. São 300 fotos provenientes de um dos principais bancos de imagens do mundo, a agência Magnum, fundada na França em 1947 por quatro engajados e legendários fotógrafos: Henri Cartier-Bresson, Robert Capa, David “Chim” Seymor e George Rodger.
Acontecimentos, personagens e movimentos marcantes da história política, social e cultural no mundo da segunda metade do século XX estão no livro: a descoberta da AIDS, o golpe de estado no Chile de Salvador Allende, os movimentos feministas, o fenômeno Madonna, o desastre de Tchernobil, o advento do reggae e do rap, a Revolução Cubana, a popularização do PC, a geração beat, os Beatles, Pink Floyd, o nascimento de Brasília, o fim da Guerra Fria e do apartheid, o massacre de Ruanda, os dribles de Pelé, Indira Gandhi, o protocolo de Kyoto, a burqa, a União Européia, o subcomandante Marcos, a arte Pop, a morte de Lady Di, o caso Watergate, a eleição de Chávez e de Lula... As fotos são complementadas por informações de contexto histórico, trechos de canções que marcaram época, citações célebres, slogans e também comentários dos fotógrafos, que ajudam a interpretar e refletir sobre a dimensão de cada evento e sua importância para a humanidade.



Contos e Poemas para Crianças Extremamente Inteligentes
(Vol. I - Primavera)
Autor: Harold Bloom
Editora: Objetiva
 
A obra é uma antologia que reúne 39 contos e fábulas e 74 poemas. O material selecionado foi dividido em: primavera, verão, outono e inverno. Neste volume (primavera), delicie-se com o romantismo de William Morris, a sutil ironia de Shakespeare, o humor inusitado de Lewis Carrol, a fantasia do prêmio Nobel Rudyard e o sarcasmo do naturalista Emile Zola.


                                                                                        

QUANDO AS CORES FORAM PROIBIDAS
Autor: Monika Feth
Editora: Brinque Book



Que Monika Feth escreve literatura de ótima qualidade para crianças, já sabemos. Neste livro, é abordado um tema de especial importância para ser trabalhado com a criança: a noção da responsabilidade que nos cabe e que caberá futuramente a ela na escolha de bons governantes.







AH! MAR
Autor: Bartolomeu Campos de Queirós
Editora: RHJ
Quem vive entre montanhas ama mais o mar? É possível amar o mar sem nunca o conhecer? É possível navegar à distância? Essas são perguntas que permeiam este livro, como permeiam também o amor, seus encantos e mistérios. 'Ah! Mar' é um poema em prosa de um marinheiro das montanhas em busca de seu desejo maior, encontrar seu mar. É um livro sobre os desejos, o amor e as impossibilidades. 


TEMPO DE VOO
Autor: Bartolomeu Campos de Queirós
Editora: Edições SM
Muitos filósofos, matemáticos, físicos e poetas elegem o tempo como material de investigação em suas obras. Em Tempo de voo, Bartolomeu Campos de Queirós também resolveu se debruçar sobre este tema pouco palpável e tão enigmático. A partir do diálogo entre um homem e um menino, o autor proporciona ao jovem leitor a reflexão não apenas sobre a passagem do tempo, como também sobre a infância e o envelhecimento, sobre a memória e os sonhos, sobre a fantasia e a realidade, sobre a vida e a morte.O grande protagonista do livro, entretanto, é mesmo o tempo, que assume várias formas: ele é invisível, mas tem mãos, barriga, coração e pés de galinha; é ligeiro e intocável, insone e aventureiro, frágil e amedrontador; é fio, é flor, é relógio, é sol; ele faz cócegas, desbota as asas da borboleta, dá presentes, morde e assopra; e é também amigo e terno, embora tenha seus caprichos. São inúmeras as metáforas usadas pelo autor para descrever o tempo, este senhor tão bonito.


OBAX
Autor: André Neves
Editora: Brinque Book
Quando o sol acorda no céu das savanas, uma luz fina se espalha sobre a vegetação escura e rasteira. O dia aquece, enquanto os homens lavram a terra e as mulheres cuidam dos afazeres domésticos e das crianças. Ao anoitecer, tudo volta a se encher de vazio, e o silêncio negro se transforma num ótimo companheiro para compartilhar boas histórias.


 

A CALIGRAFIA DE DONA SOFIA
Autor: André Neves
Editora: Paulinas

A caligrafia de Dona Sofia, sugere que a vida seria muito melhor se espalhássemos poemas pelo mundo afora. E ele, com sua carga de talento duplo e de humanidade, fez mais: espalhou muitos poemas, criou Dona Sofia desenhando e escrevendo história.
 





O REI DE QUASE-TUDO
Autor: Eliardo França
Editora: Global
Esta narrativa escrita e ilustrada por Eliardo França tem como protagonista um rei. Este quanto mais tinha mais queria. Vivia, por isso, constantemente infeliz e insatisfeito. Na verdade, ele desejava ser o rei de tudo e não de quase tudo. Queria todas as terras. Queria todos os exércitos do mundo. E queria todo ouro que ainda houvesse. Assim, mandou os seus soldados à procura de tudo. E mais terras foram conquistadas. Outros exércitos foram dominados. Nos seus cofres já não cabia tanto ouro. (.) Quis as flores, os frutos e os pássaros. Quis as estrelas e quis o sol. Flores, frutos e pássaros lhe foram trazidos. Estrelas foram aprisionadas e o sol perdeu a liberdade. Uma história bem contada e bem ilustrada sobre o comportamento humano e sua relação com o mundo a sua volta.

 









Nenhum comentário: