"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

sexta-feira, 11 de abril de 2014

GRUPO A IMAGINAÇÃO NÃO TEM FIM (Sexta - 9 horas)



A viagem espacial
Thiago Saad

A despedida de Renato e Jaqueline foi na casa dos dois. Um dia muito difícil para a Jaqueline.
A namorada de Renato estava alegre e muito triste ao mesmo tempo, pois Renato iria passar cinco anos no espaço. 
Ele tinha sonhado com este momento a vida toda. Ele era um astronauta. Agora a sua intenção era levar um pedaço da lua para sua namorada. Ele também queria fazer sucesso em seu novo emprego, descobrindo muitas novidades que ajudassem a humanidade.
― Renato, sentirei muitas saudades - disse Jaqueline.
― Eu também sentirei – disse Renato – mas fique despreocupada porque eu ficarei bem – tranquilizou ele.
― Eu te amo! – revelou Jaqueline.
― Eu também! – confessou Renato.
― Mas, agora, eu tenho que partir – lamentou Renato.
― Vá com Deus, meu amor – pediu Jaqueline.
Assim que Renato partiu, Jaqueline ficou muito emocionada.
Renato se dirigiu para a Estação Espacial. Já estava entrando no foguete e, nem sabia, mas estava na televisão. Jaqueline então pode observar a partida do seu grande amor.
Já no espaço, Renato não parava de pensar em Jaqueline e Jaqueline não parava de pensar em Renato e foi assim por muito tempo.
Cinco anos depois, ele voltou para casa. Estava emocionado. Ela começou a chorar de tanta saudade. Depois disso, eles ficaram juntos e não se separaram mais.



Despedida dramática
Lucas Soares

Tudo aconteceu num aeroporto. O filho de Eduardo, o André, estava falando que não queria que ele fosse embora, mas Eduardo tinha de ir para realizar o sonho dele de ajudar pessoas.
 O pai de André, desde pequeno, queria ser piloto de avião. Um dia, apareceu uma oferta única na vida dele. Uma companhia aérea o chamou para pilotar um Boeing 007. Só tinha um problema, era no Canadá e ele morava no Brasil. Ele queria ser piloto para levar pessoas de um lugar para o outro com mais facilidade, achava que assim estava ajudando a humanidade.
O filho se sentia triste e magoado, mas, ao mesmo tempo, feliz pelo pai estar realizando o sonho dele. O pai sentia o mesmo. Ele disse para o filho que voltaria logo, mas que mesmo assim sentiria saudades.
O voo ia partir e o pai tinha que embarcar.
― Tchau, pai – gritou o filho.
O pai disse:
― Tchau, filho. Eu volto logo.
― Vou sentir saudades – o filho disse.
― Eu vou partir, mas você vai no meu coração!
O pai viajou em direção ao seu sonho.



O encontro
Maria Paula Pádua

Em uma noite, um casal de adolescentes tinha combinado de sair. Eles iriam para um restaurante chique, mas o Renato ficou de castigo, sem poder usar nenhum aparelho eletrônico, e ele teria que faltar ao encontro. 
Enquanto isso, a Maria tentava falar com ele, mas ela não conseguia.
No dia seguinte, na escola, a Maria estava chateada e preocupada porque o Renato tinha se esquecido dela e sumido. 
Quando ele chegou à escola, Maria perguntou para ele o porquê dele ter faltado ao encontro e ele respondeu:
― Eu estava de castigo, porque eu agredi um amigo meu.
A Maria falou:
― Por que você não me ligou?
Ele disse:
― Eu estava sem telefone e minha mãe não deixou nenhum acesso para eu falar com você, meu amor.
Maria disse:
― Tudo bem, mas por que ficou de castigo e por que fez isso?
Renato disse:
― Meu amor, meu amigo bateu em mim e ele falou para o diretor que eu que tinha batido nele. Minha mãe soube e me botou de castigo. Me perdoa, Maria!
Maria disse:
 ―Tudo bem, eu sempre irei te amar, nunca iremos nos separar.


O poder da amizade
Maria Eduarda Maia

Marina e Mariana eram melhores amigas e estavam sempre juntas. Em uma tarde no colégio, Mariana perguntou à Marina:
― Ei, Marina, você quer ir lá em casa?
― Está bem, mas não vou sair tarde – disse Marina.
Então as duas foram para a casa de Mariana, e ela perguntou:
― Por que você não pode sair tarde daqui? Sempre que você vem aqui fica até dez da noite?
― É que eu... Eu tenho que ir para São Paulo daqui a dez dias e preciso organizar minhas coisas – disse Marina.
Alguns dias se passaram e elas foram ficando cada vez mais separadas.
Quando chegou o dia da Marina ir embora, Mariana já estava no aeroporto. Ela ficou duas horas esperando por Marina, até que ela apareceu. As duas correram uma para perto da outra e se abraçaram.
Enfim, chegou a hora do avião sair e Marina foi.
Não tinham passado três dias sequer e Mariana já estava doente de saudade. No 4º dia, ela chegou a ir ao hospital.
Ao perceber a tristeza da filha, a mãe da Mariana teve uma ideia, trouxe Marina de volta! Foi só Mariana ver Marina que ela ficou boa em um click. 
As duas amigas combinaram que sempre que uma viajasse a outra iria junto.


O surfista vai para o mar
Rafael Alvim Longo

Na casa de Manuel, estavam Miranda e Manuel. Manuel adorava ir pro mar para surfar, mas Miranda não deixava porque ela achava que era perigoso.
Miranda era mãe de Manuel, ela não gostava que Manuel fosse surfar, mas Manuel era surfista. Ele discutia com Miranda quase todo dia, porque ele tinha que pegar ondas.
Um dia, enquanto Manuel estava surfando, apareceu uma pessoa que perguntou– lhe:
― Você quer ir para um campeonato mundial?
― Sim, mas só vou se minha mãe deixar – disse Manuel.
Então ele foi perguntar para sua mãe, mas ela não deixou. Então Manuel falou:
― Mãe, esse campeonato é muito importante para nós. Se eu ganhar vou ficar famoso e a gente vai ganhar muito dinheiro.
Mesmo assim sua mãe não deixou.
Chateado, Manuel resolveu ir escondido, durante a noite. Ao amanhecer, sua mãe percebeu que Manuel não estava em casa.
No dia seguinte, Manuel voltou para casa com seu braço quebrado, então aprendeu que sua mãe tinha razão sobre os perigos do surf.
Miranda cuidou de Manuel, mas ela finalmente percebeu que surfar era muito importante para ele. Então, ela resolveu que deixaria ele ir nas próximas viagens.


Os quadros
Maria Fernanda Berbet

Em um belo dia, na casa da vovó Marilda, Denise conversava com sua mãe na sala.
Denise começou a falar com sua mãe que ela ia ter que viajar para China, porque ia expor seus quadros lá. Na mesma hora, vovó Marilda começou a falar para sua filha:
― Mas, minha filha, é muito perigoso fazer esta viagem.
― Mãe, pode deixar, eu não vou ficar muito tempo, apenas uma semana – disse a filha.
Então, Marilda pensou, foi à cozinha, tomou uma água e, quando voltou, apoiou a sua filha:
― Filha, continuo achando que não é uma boa ideia, mas acredito em você e acho que você vai se sair bem.
― Ok, mãe! Eu vou partir nesta madrugada – revelou a filha.
― Então tá, vá com Deus, mas mande notícias pelo e-mail do seu irmão.
Denise foi e realizou o seu sonho de ser uma pintora bem famosa. 
Vovó Marilda ficou na torcida para que desse tudo certo por lá.


Nenhum comentário: