"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

terça-feira, 15 de junho de 2010

Nós sugerimos o filme INVICTUS!

Quem gostou de "Mãos Talentosas"
não deve perder!



Vamos aproveitar a Copa do Mundo de Futebol na África do Sul para conhecermos a história de um povo marcado pela segregação racial. Refletiremos sobre o nosso país e sobre as entrelinhas do preconceito em um novo projeto de trabalho, intitulado PRETO & BRANCO.

Para aquecermos o debate, sugerimos um filme que pode ser assistido por toda a família: INVICTUS.

Em 1995, a África do Sul sediou a final da Copa do Mundo de Rúgbi, no que representou o primeiro evento esportivo a ser realizado no país depois de décadas de boicote da comunidade internacional em função do apartheid. Além de uma série de resultados decepcionantes nas partidas preparatórias, a equipe anfitriã enfrentava a desconfiança da população negra, pois, durante décadas, o esporte da bola oval era um privilégio da minoria branca. Porém, para o então presidente Nelson Mandela, a divisão era uma oportunidade de estimular uma demonstração de compromisso com uma mudança de tempos.

Na época, Mandela se envolveu pessoalmente com os preparativos para o Mundial. Juntamente com François Pienaar, o capitão dos Springboks (apelido da seleção sul-africana de rúgbi), o presidente criou um programa promocional que incluiu clínicas em comunidades carentes e sessões de treinamento em que o time, literalmente, corria pelas ruas do país. Pienaar, embora tivesse origens na minoria branca, abraçou a causa com empenho comovente.

Depois de quase terem sido proibidos de jogar em represália pelo passado de segregação, os Sprignboks - alguns jogos tinham torcedores negros apoiando os rivais - transformaram-se num xodó do público.

A Copa do Mundo representou um momento de catarse nacional quando, na final, o time bateu a fortíssima equipe da Nova Zelândia.

Os eventos daquele 1995 inspiraram um belíssimo livro escrito pelo jornalista John Carlin, que, no ano passado foi adaptado pelo ator e diretor Clint Eastwood no filme INVICTUS, em que o líder Nelson Mandela é interpretado por Morgan Freeman, e Pienaar, por Matt Damon. (Jornal O GLOBO)

UM PEDIDO MUITO ESPECIAL!


ÁRVORE DA VIDA

Em sala de aula, cada aluno desenhou uma árvore simbolizando sua vida - A ÁRVORE DA VIDA.

Durante a festa do dia 30 de maio, as mães completaram essa ilustração, desenhando flores e escrevendo palavras de apoio e incentivo para seus filhos.


Agora, todos os alunos estão produzindo um texto de sete parágrafos sobre o que foi desenhado.


O último parágrafo será sobre o conteúdo escrito pelas mães.


Convidamos, então, as mães do Palavra Mágica, que não puderam participar do nosso encontro, para virem ao curso, em qualquer horário, dentro do funcionamento da nossa secretaria (das 9:00 às 18:00), e solicitarem o desenho da árvore da vida de seu filho ou filha para que flores sejam incluídas nessa atividade, como um lindo presente.


As flores oferecidas pelas mães terão um significado muito especial para os nossos escritores!


Prazo máximo: até o final de junho!