"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Até breve!





CORTAR O TEMPO
 Carlos Drummond de Andrade

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de
acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

ENCONTRO DE ENCERRAMENTO - 2010


BREVE ENCONTRO DE FINAL DE ANO

No último sábado, dia 18 de dezembro,
nos reunimos na Florália
para um breve encontro de final de ano.



EXPOSIÇÃO DAS AQUARELAS
DE CRISTINA SIQUEIRA FERREIRA




EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS DOS ALUNOS
PROJETO ÁRVORE DA VIDA

Inspirados por Margaret Mee, nossos alunos pintaram telas
e escreveram poesias sobre o tema flores.



GÉRBERA
Rodrigo de Abreu Kapiska

Nasce sozinha,
Só que não permanece assim.
Durante a vida,
Sua beleza lhe faz companhia.

Suas pétalas
Trazem o infinito
Sendo impossível serem contadas

Longas, quando desenhadas
Rasgam o papel.

Quando ofertadas,
Despertam o amor.

E suas cores iluminam
A pessoa amada




O DEUS DO SOL
Nelson Kossuga

A flor do esplendor
O girassol, o meu amor.
Como um cata-vento ele gira
Procurando o Sol em sua mira.

Sua grandeza e beleza
Ligam-no a natureza
Quem o vir
Que tenha certeza
É Deus do Sol
Com sua pureza

Busca o Sol
Do nascente ao seu pôr.
Quer seu calor,
Quer um amor.
O girassol não guarda rancor.
Mesmo o pior lenhador
Recebe com grande humor.

Deus do Sol
Oh, grande flor,
Que até ao melhor escalador
Oferece dificuldade e terror.
Com todo seu tamanho e valor
Mal necessita de um floricultor.

Querido Deus, oh meu Senhor...
Por que ele desaparece do mundo como vapor?



MEU DOCE BEIJINHO
Derek Poustka


Roubaram-me um beijinho!
De um jardim tão extenso como este
Roubaram-me logo esse
Que me trazia alegria e poesia
E uma energia que me contagia,
Me estabiliza e me realiza


Quem será que a roubou?
Foi ele, foi você ou foram eles?
Quem? Não importa!
Só me importa que
Traga-a de volta


Quem ama
E teve seu amor roubado
Espera um dia ser amado
Por um amor
Que do seu coração não seja levado

 




Ensaio fotográfico "Conhecendo nosso jardim!"

Durante uma aula passeio ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro,
apuramos nosso olhar e fotografamos o que nos encantou.

Em sala de aula, cada aluno escreveu legendas para as suas fotografias.



Legenda escrita por Thais Pinheiro

Uma árvore. Uma árvore entre um milhão de árvores. Entre um milhão de árvores, uma das poucas que continuam de pé. Ela já estaria no chão se não estivesse dentro do Jardim Botânico. Ela seria como as outras árvores, com a vida tirada por seres desumanos. Considere-a uma sobrevivente, assim como todas as outras árvores à sua volta, do mesmo jeito que você considera alguém que sobreviveu a uma queda de avião. Poucas são as pessoas que não participam do assassinato das árvores. Se você joga no chão qualquer coisa que demore mais de um dia para se decompor no meio ambiente, se considere um culpado.


Legenda escrita por Ana Beatriz Luna

Esta flor que vemos na foto está localizada no orquidário do Jardim Botânico. Ela é uma orquídea. Há várias espécies da mesma cor e outras bem diferentes, como a orquídea lá do fundo, que é amarela. Muitas pessoas vão visitar esse lugar. Os pássaros, como o beija-flor, ficam querendo entrar, sentindo o cheirinho bom das flores que atrai a todos. As orquídeas me fazem lembrar da minha casa de Teresópolis, pois lá tem um jardim cheio de flores.







Texto Árvore da Vida
Exercício de terapia narrativa

"A vida de uma pessoa não é o que aconteceu, mas o que ela recorda e como recorda." (Gabriel Garcia Marques)


Árvore da Vida
Marcus Vinícius Garcia do Amaral 

Minha vida foi marcada por muitos encontros no Campo de São Bento e na casa da minha avó. Na casa da minha avó, ela me consolava, me dava amor e me ajudava. As pessoas mais importantes da minha vida são os meus pais, e eu os amo muito. Foram eles que me criaram!

Nos dias de hoje, minha vida está recheada de atividades interessantes. Nesses dias, eu gosto de jogar tênis, nadar, jogar Playstation 3, bater um futebol e, principalmente, estudar. Também adoro descer para brincar, quando acabo de estudar.

Eu tenho muitas qualidades, como ser estudioso, ser pontual, muito inteligente, organizado, curioso, alegre e atencioso com as pessoas.

No futuro espero me casar, ter filhos, morar em Nova York e ser muito feliz. Quero me formar, mas ainda não sei que curso pretendo fazer. Talvez eu me torne um empresário, como o meu pai.

Para chegar onde quero, precisarei da ajuda de muitas pessoas: minha mãe, meu pai, meu amigo Pedro Antunes, Bernardo e Luiz Felipe. Eu já tive provas de que essas pessoas gostam de mim e são muito legais. É muito bom não estar só!

Das pessoas que amo, já ganhei inúmeros presentes, mas os inesquecíveis foram os conselhos, o amor, a amizade, a ajuda, o carinho e a felicidade. O carinho me ajudou muito, aquecendo meus sentimentos, e os conselhos da minha família me ajudaram a ser uma pessoa melhor.

Flores são a melhor representação para as coisas boas da vida. As coisas que me fazem ficar mais feliz são: o amor, o companheirismo, e o carinho. Elas me ajudaram em toda minha vida e me levarão para o sucesso. Foram frases como: “Um grande beijo da sua eterna amiga”, “Deus em seu lindo coração”, “Eu te amo” e “Felicidades em todos os momentos da vida!” que me animaram a minha vida inteira, porque a minha mãe gosta de repeti-las para mim.





PROJETO JANELA INDISCRETA

Após a leitura do livro PEQUENO MANUAL DE MONSTROS CASEIROS, propusemos aos alunos uma investigação do ambiente escolar. Várias criaturinhas foram catalogadas por nossos pesquisadores!
O resultado foi um texto criativo, divertido e crítico sobre situações que atrapalham a vida nas escolas.

PEQUENO MANUAL DE MONSTROS ESCOLARES

Monstro catalogado por Anna Clara Campos

Dr. da Prova
_________________________________________________
O monstro do esquecimento na hora da prova

Dr. da Prova ataca na sala de aula. Ela ataca assim: Mesmo que você estude para a prova, você esquece tudo ser for atacado por ele. Na hora de fazer a conta ou de escrever a tabuada, você esquece tudo e, quando a professora devolve a prova, você vê que tirou zero!

Para se defender desse monstro, procure não ficar nervoso e pense que a prova é só um exercício.




Monstro catalogado por Ian Gama Drumond

Monstro Amoroso
_________________________________________________

O monstro da perseguição amorosa

O Monstro Amoroso ataca as garotas e faz com que elas corram atrás dos meninos para beijá-los. Ele fica escondido no pátio da escola e ataca na hora do recreio. Para se defender desse monstro, não fique perto das garotas que forem pegas por ele.

 
 

Monstro catalogado por Gustavo Lauria

Doutor Roubus
_________________________________________________
O monstro que rouba sucos

Doutor Roubus vive na escola, escondido na cantina. Quando você está distraído, ele rouba seu suco e sai correndo. Por isso, ele tem um tênis especial para correr, tem um bocão e consegue beber quatro sucos de uma vez. O único jeito de Doutor Roubus não te pegar, é você beber logo seu suco, na hora da merenda.


Monstro catalogado por Arthur Ozório

Dor Minhoca
_________________________________________________
O monstro da preguiça na sala

Seu rugido, na verdade, é uma canção de ninar. Durante a aula, ela escolhe alguém para fazer dormir, vai para baixo de uma mesa daquela pessoa, fica invisível, sobe na cabeça do aluno, se enrola como um travesseiro e faz a pessoa relaxar até dormir.






FAMÍLIAS DO PALAVRA MÁGICA!








Obrigada pela presença!
Até 2011!



 

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

AULA PASSEIO - FAZENDA BOM RETIRO


UM FIM DE SEMANA MUITO ESPECIAL!

Aula passeio  - Dias 11 e 12 de dezembro de 2010

RPPN Fazenda Bom Retiro


" O homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou tv. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver."

(Amyr Klink)




AMIGOS REUNIDOS!

Grupo de alunos, pais e professores reunidos em frente ao prédio 100.



OFICINA DE ALIMENTAÇÃO VIVA


 

 




Saudável, saboroso e bonito!

Cada aluno montou um mosaico colorido com os alimentos preparados anteriormente. Pura arte!








BANHO DE CACHOEIRA E CAMINHADAS ECOLÓGICAS





Desafios divertidos!

Vencemos nossos medos completando as provas preparadas pela equipe
TERRA DE GIGANTES.








OFICINA DE RÚGBI




Clima de confraternização!

Bate papo, gargalhadas e PIZZA!



Hora de dormir...



Acordando o corpo e a mente!



OFICINA DE ARTE
Respeito ao meio ambiente


 
Pintamos peças de cerâmica com pigmentos naturais, usamos barro e terra em tons variados.







Muito obrigada pela presença e pela confiança!
Muito obrigada pela animação e pelo respeito!

Até a próxima!