"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Projeto Primeiras Impressões


O PRIMEIRO PROJETO
O Projeto PRIMEIRAS IMPRESSÕES fará breve referência à última unidade de trabalho de 2012, quando conhecemos os pintores impressionistas. Nesse projeto falaremos de chegadas, de encontros, de metas e objetivos, das impressões que ficam e das que passam, daquilo que está pronto para nós e do que pode ser construído.

A PRIMEIRA AULA
De corações e braços abertos!

Em nossa primeira aula, fizemos um exercício de escolhas coletivas! Fizemos nascer assim um "NÓS"! Cada grupo desenvolveu o seu drinque, misturando sucos, definindo quantidades e preferências, aprendendo a ceder e a se colocar, provando e comemorando a criação de todos. Anotamos tudo, passo a passo, e demos ao suco um nome criativo.

Reunir pessoas numa mesma sala não garante a formação de um GRUPO. É preciso construir esse valor, auxiliar e facilitar os sentimentos de união e de respeito mútuo!

Brindamos à amizade, ao sucesso de todos, à sabedoria e a boa convivência!


  TIM! TIM!
Saúde!










E como somos responsáveis por aquilo que fazemos, assumimos o compromisso de beber o nosso drinque, estivesse ele gostoso ou não.


Experimentamos nossa criação como fazem os provadores!

Inspirados pela leitura do livro Os Cinco Sentidos, de Bartolomeu Campos de Queirós, analisamos nossa bebida através dos cinco sentidos.

“Por meio dos sentidos suspeitamos o mundo.
Em cada sentido moram outros sentidos.”

(Bartolomeu Campos de Queirós)


VISÃO
“Com os olhos nós olhamos a vida.(...) Olhamos o mundo e sentimos sede, fome e sonho.(...) Quando olhamos nós acordamos alegrias, tristezas, saudades, amores, lembranças, que dormem em nossos corações. Os olhos têm raízes pelo corpo inteiro.” (Bartolomeu Campos de Queirós)


OLFATO
“Com o nariz sentimos os cheiros do mundo.(...) O cheiro do café, percorrendo os corredores da casa, nos indica a hora de partir para a escola. Pelo olfato damos sentido ao mundo. (...) O cheiro nos leva a sonhar com o mais longe. O nariz tem raízes pelo corpo inteiro.” (Bartolomeu Campos de Queirós)


PALADAR
“Com a boca sentimos o sabor das coisas: o doce, o amargo, o azedo, o suave, o forte. Mas o sabor acorda nossa memória. O gosto do doce de leite traz a lembrança da mãe na beirado fogão.(...) A boca tem raízes pelo corpo inteiro.” (Bartolomeu Campos de Queirós)


TATO
“Pela pele experimentamos as sensações de calor, frio, dor, prazer. (...) Quando alguém especial nos olha, nós nos sentimos tocados. Se pegamos na mão da pessoa amada, nosso coração dispara e nosso corpo entra em festa. Há sons que fazem arrepiar o nosso corpo.(...) A pele é raiz cobrindo o corpo inteiro.” (Bartolomeu Campos de Queirós)


AUDIÇÃO
“Com os ouvidos nós escutamos o silêncio do mundo. E dentro do silêncio moram todos os sons.(...) Escutar também é um jeito de ver. Quando escutamos, imaginamos distâncias, construímos histórias, desvendamos novas paisagens. Os ouvidos têm raízes pelo corpo inteiro.” (Bartolomeu Campos de Queirós)


 "Em cada sentido moram outros sentidos."
(Bartolomeu Campos de Queirós)