"E a minha procura ficará sendo minha palavra."
(Carlos Drummond de Andrade)

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Leituras



"Onde eu não estou, as palavras me acham."
Manoel de Barros

 

Boas férias e excelentes leituras!
Até breve!




CURVO OU RETO: OLHAR SECRETO
Autor: Ana Maria Machado | Luisa Baeta
Editora: Global

Em Curvo ou Reto, Ana Maria Machado e Luisa Baeta - mãe e filha -, mesclam imagens e texto. Através de um divertido jogo de palavras, fotos coloridas e originais, as autoras convidam o leitor a olhar e ver, ver e prestar atenção em tudo que está a sua volta. Um jeito gostoso e criativo de lidar com a percepção, sensibilidade e imaginação! Tem muita coisa redonda espalhada por aí. E tem também muita reta pra quem sabe descobrir. Reta e curva em toda parte: torcendo no futebol, na areia ou no gramado, faça chuva ou faça sol. Podem ser coisas sozinhas ou bem juntas num montão, penduradas...


A GAROTA DAS LARANJAS
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Cia. das Letras
Neste novo livro de Jostein Gaarder - o autor que conquistou milhões de leitores de diversas idades com O mundo de Sofia e outros sucessos internacionais -, uma carta que ficou guardada por muito tempo revela ao adolescente Georg Roed uma história extraordinária. O autor da carta é o pai do menino, morto há onze anos - ele escreveu esta longa mensagem de despedida para que o garoto pudesse lê-la depois, quando estivesse mais maduro. A história que o pai conta é do tempo em que ainda era um jovem estudante de medicina: a sua busca por uma moça desconhecida, que ele vê por acaso nas ruas de Oslo, sempre carregando um saco cheio de laranjas. Apaixonado, o rapaz persegue os diversos mistérios que cercam os seus encontros com a garota das laranjas, numa aventura que culmina numa grande revelação. Alternando entre a voz de Georg e a do pai, Jostein Gaarder constrói uma narrativa pontuada com perguntas filosóficas, que tratam de temas como o amor, a morte e a grandeza do universo.


A REVOLUÇÃO DOS BICHOS
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das Letras


Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, 'A revolução dos bichos' é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram 'A revolução dos bichos' a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. Depois das profundas transformações políticas que mudaram a fisionomia do planeta nas últimas décadas, a pequena obra-prima de Orwell pode ser vista sem o viés ideológico reducionista. Mais de sessenta anos depois de escrita, ela mantém o viço e o brilho de uma alegoria perene sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão dos grandes projetos de revolução política. Escrito com perfeito domínio da narrativa, atenção às minúcias e extraordinária capacidade de criação de personagens e situações, 'A revolução dos bichos' combina de maneira feliz duas ricas tradições literárias - a das fábulas morais, que remontam a Esopo, e a da sátira política, que teve talvez em Jonathan Swift seu representante máximo.


LIVRO DAS PERGUNTAS

Autor: Pablo Neruda
Ilustração: Isidro Ferrer
Tradução: Ferreira Gullar
Editora: Cosac Naify 


O Livro das perguntas é um ousado experimento vanguardista com esmerado projeto gráfico e impressão cuidadosa. Nesta viagem ao imaginário de Pablo Neruda, um dos maiores poetas do século XX, surgem questionamentos sobre os animais, os elementos da natureza, o significado da vida e da morte, a sua própria existência. Com ilustrações feitas através da reprodução fotográfica de colagens e instalações, o artista plástico espanhol Isidro Ferrer não tentou responder às perguntas de Neruda, mas capturou a essência delas, criando um diálogo com o texto na forma de cenários surrealistas - metáforas da sua maneira de perceber o mundo. 



O CAVALEIRO DO SONHO: AS AVENTURAS E DESVENTURAS DE DOM QUIXOTE DE LA MANCHA

Autor: Ana Maria Machado
Editora: Mercuryo Jovem


Em 'O cavaleiro do sonho - As aventuras e desventuras de Dom Quixote de La Mancha', Ana Maria Machado rende homenagens aos que ousam sonhar com um mundo melhor. Ao recontar a obra clássica de Cervantes, o narrador reconstrói a história em torno de significativos episódios do Quixote original e, por meio deles, conversa com o leitor sobre a singularidade de certos homens que, lutando contra moinhos de vento, arriscam a própria vida para o bem da comunidade. O livro traz um triplo presente - o reconto das aventuras e desventuras do cavaleiro andante, os desenhos a lápis de cor da 'Série Dom Quixote' e os painéis 'Guerra e Paz', criados em favor da paz mundial. Esta história é ilustrada por Candido Portinari, um artista que também sonhava com um mundo melhor. Dom Quixote protegia os fracos e combatia os poderosos com sua velha lança. Portinari denunciava as injustiças com as tintas. Ana Maria Machado reescreve a história de Dom Quixote de La Mancha para que o jovem leitor lute sempre por um mundo melhor e mais justo, sem medo de parecer tolo aos olhos dos outros.



O FAZEDOR DE VELHOS

Autor: Rodrigo Lacerda
Ilustrações: Adrianne Gallinari
Editora: Cosac Naify
 

O livro de Rodrigo Lacerda, que já vendeu mais de 32 mil exemplares, chega à sexta reimpressão. Na obra, o autor narra a passagem de Pedro para a vida adulta. O adolescente descobre que a vida pode não ser tão doce quanto a primeira paixão, e encontra na literatura um caminho para buscar suas respostas. Mas o que torna O Fazedor de Velhos uma novidade do gênero é sua capacidade de reavivar a ternura e o afeto como sentimentos que também participam do processo de amadurecimento. Neste romance de iniciação, Rodrigo traça o retrato de um artista quando jovem. O personagem Pedro tem dúvidas sobre seus caminhos, o que o leva a pensar em desistir da faculdade de história. Eis que conhece Nabuco, um professor que o auxilia na difícil tarefa de se colocar no mundo. E por meio dos livros conhecerá a si mesmo. Sobretudo quando aparece Mayumi, por quem sentirá uma nova forma de amor. A prosa de Rodrigo Lacerda, ora bem-humorada ora emotiva, dialoga com leitores de todas as idades.


CONTOS MARAVILHOSOS INFANTIS E DOMÉSTICOS
Autor: Irmãos Grimm
Ilustrações: J. Borges
Tradução: Christine Röhrig
Editora: Cosac Naify

Em comemoração ao bicentenário da primeira edição dos contos dos irmãos Grimm, a Cosac Naify se orgulha de apresentar ao leitor brasileiro uma obra rara: num feito inédito no mercado editorial do país, lança a versão original das 156 histórias, nunca antes reunidas em português, diretamente traduzidas do alemão. A coletânea, dividida em dois tomos como a original (publicados em 1812 e 1815), conta com tradução da especialista Christine Röhrig e ilustrações do gravurista pernambucano J. Borges. A Cosac Naify manteve os prefácios escritos pelos Grimm e algumas notas de cunho histórico, além de trazer uma apresentação exclusiva do professor doutor Marcus Mazzari.
É com ar de novidade que o leitor vai redescobrir contos cujas adaptações, e seus famosos “viveram felizes para sempre”, diferem completamente dos originais, com desfechos surpreendentes (e às vezes chocantes!). 


EXTRAORDINÁRIO
Autor: R. J. Palacio
Editora: Intrinseca
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
 
August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.



IMAGENS QUE CONTAM O MUNDO
Autor: Eric Godeau
Editora: Edições SM
 
"Imagens que contam o mundo" é uma reconstrução significativa dos principais momentos da história universal a partir da segunda metade do século XX feita pelo mais ousado e emblemático fotojornalismo moderno. São 300 fotos provenientes de um dos principais bancos de imagens do mundo, a agência Magnum, fundada na França em 1947 por quatro engajados e legendários fotógrafos: Henri Cartier-Bresson, Robert Capa, David “Chim” Seymor e George Rodger.
Acontecimentos, personagens e movimentos marcantes da história política, social e cultural no mundo da segunda metade do século XX estão no livro: a descoberta da AIDS, o golpe de estado no Chile de Salvador Allende, os movimentos feministas, o fenômeno Madonna, o desastre de Tchernobil, o advento do reggae e do rap, a Revolução Cubana, a popularização do PC, a geração beat, os Beatles, Pink Floyd, o nascimento de Brasília, o fim da Guerra Fria e do apartheid, o massacre de Ruanda, os dribles de Pelé, Indira Gandhi, o protocolo de Kyoto, a burqa, a União Européia, o subcomandante Marcos, a arte Pop, a morte de Lady Di, o caso Watergate, a eleição de Chávez e de Lula... As fotos são complementadas por informações de contexto histórico, trechos de canções que marcaram época, citações célebres, slogans e também comentários dos fotógrafos, que ajudam a interpretar e refletir sobre a dimensão de cada evento e sua importância para a humanidade.



Contos e Poemas para Crianças Extremamente Inteligentes
(Vol. I - Primavera)
Autor: Harold Bloom
Editora: Objetiva
 
A obra é uma antologia que reúne 39 contos e fábulas e 74 poemas. O material selecionado foi dividido em: primavera, verão, outono e inverno. Neste volume (primavera), delicie-se com o romantismo de William Morris, a sutil ironia de Shakespeare, o humor inusitado de Lewis Carrol, a fantasia do prêmio Nobel Rudyard e o sarcasmo do naturalista Emile Zola.


                                                                                        

QUANDO AS CORES FORAM PROIBIDAS
Autor: Monika Feth
Editora: Brinque Book



Que Monika Feth escreve literatura de ótima qualidade para crianças, já sabemos. Neste livro, é abordado um tema de especial importância para ser trabalhado com a criança: a noção da responsabilidade que nos cabe e que caberá futuramente a ela na escolha de bons governantes.







AH! MAR
Autor: Bartolomeu Campos de Queirós
Editora: RHJ
Quem vive entre montanhas ama mais o mar? É possível amar o mar sem nunca o conhecer? É possível navegar à distância? Essas são perguntas que permeiam este livro, como permeiam também o amor, seus encantos e mistérios. 'Ah! Mar' é um poema em prosa de um marinheiro das montanhas em busca de seu desejo maior, encontrar seu mar. É um livro sobre os desejos, o amor e as impossibilidades. 


TEMPO DE VOO
Autor: Bartolomeu Campos de Queirós
Editora: Edições SM
Muitos filósofos, matemáticos, físicos e poetas elegem o tempo como material de investigação em suas obras. Em Tempo de voo, Bartolomeu Campos de Queirós também resolveu se debruçar sobre este tema pouco palpável e tão enigmático. A partir do diálogo entre um homem e um menino, o autor proporciona ao jovem leitor a reflexão não apenas sobre a passagem do tempo, como também sobre a infância e o envelhecimento, sobre a memória e os sonhos, sobre a fantasia e a realidade, sobre a vida e a morte.O grande protagonista do livro, entretanto, é mesmo o tempo, que assume várias formas: ele é invisível, mas tem mãos, barriga, coração e pés de galinha; é ligeiro e intocável, insone e aventureiro, frágil e amedrontador; é fio, é flor, é relógio, é sol; ele faz cócegas, desbota as asas da borboleta, dá presentes, morde e assopra; e é também amigo e terno, embora tenha seus caprichos. São inúmeras as metáforas usadas pelo autor para descrever o tempo, este senhor tão bonito.


OBAX
Autor: André Neves
Editora: Brinque Book
Quando o sol acorda no céu das savanas, uma luz fina se espalha sobre a vegetação escura e rasteira. O dia aquece, enquanto os homens lavram a terra e as mulheres cuidam dos afazeres domésticos e das crianças. Ao anoitecer, tudo volta a se encher de vazio, e o silêncio negro se transforma num ótimo companheiro para compartilhar boas histórias.


 

A CALIGRAFIA DE DONA SOFIA
Autor: André Neves
Editora: Paulinas

A caligrafia de Dona Sofia, sugere que a vida seria muito melhor se espalhássemos poemas pelo mundo afora. E ele, com sua carga de talento duplo e de humanidade, fez mais: espalhou muitos poemas, criou Dona Sofia desenhando e escrevendo história.
 





O REI DE QUASE-TUDO
Autor: Eliardo França
Editora: Global
Esta narrativa escrita e ilustrada por Eliardo França tem como protagonista um rei. Este quanto mais tinha mais queria. Vivia, por isso, constantemente infeliz e insatisfeito. Na verdade, ele desejava ser o rei de tudo e não de quase tudo. Queria todas as terras. Queria todos os exércitos do mundo. E queria todo ouro que ainda houvesse. Assim, mandou os seus soldados à procura de tudo. E mais terras foram conquistadas. Outros exércitos foram dominados. Nos seus cofres já não cabia tanto ouro. (.) Quis as flores, os frutos e os pássaros. Quis as estrelas e quis o sol. Flores, frutos e pássaros lhe foram trazidos. Estrelas foram aprisionadas e o sol perdeu a liberdade. Uma história bem contada e bem ilustrada sobre o comportamento humano e sua relação com o mundo a sua volta.

 









quarta-feira, 10 de julho de 2013

Férias


"A vida necessita de pausas."
(Carlos Drummond de Andrade)

Do dia 13 ao dia 31 de julho, acompanhando o calendário escolar, interromperemos nossas atividades.

Desejamos a todos um bom descanso, muitos passeios em família, boas conversas, muitos sorrisos e leituras enriquecedoras!

Nossas sugestões de programação:



Teatro

Os Saltimbancos – Espaço Tom Jobim
Texto – Luiz Henríquez e Sergio Bardotti
Versão e adaptação – Chico Buarque
Direção – Maria Lucia Priolli

O musical conta a história de quatro animais que se encontram numa estrada. Fugidos de seus patrões por maus tratos, formam um conjunto musical e através desta união, conseguem ser felizes. Seguem então um caminho de liberdade, com harmonia e felicidade, rumo a um futuro melhor, onde o amor, o respeito e a amizade são os lemas de suas vidas. Versão de Chico Buarque.


 

Rua Jardim Botânico 1008, Jardim Botânico
Sábados e domingos às 16 h
Até 14 de julho

Leia mais


Musical “Gonzagão - A Lenda” - Theatro Net Rio


Oito atores e uma atriz se revezam no palco em uma viagem musical pela trajetória do Rei do Baião. Como em qualquer história de homem que vira mito, a vida de Luiz Gonzaga tem passagens em que as versões de seus biógrafos não convergem, em que realidade e fantasia se confundem, e o autor e diretor João Falcão se sentiu livre para tratar mais do mito do que do homem.
Dentre as mais de 50 canções que estão no espetáculo há sucessos como “Cintura fina”, “O xote das meninas”, “Qui nem jiló”, “Baião”, “Pau-de-arara” e sua mais célebre criação, “Asa branca”. De acordo com a linha não dogmática de todo o espetáculo, o premiado diretor musical Alexandre Elias não ficou preso à estrutura básica do forró, que é sanfona-triângulo-zabumba. No conjunto de quatro instrumentistas que atua no palco, há, além do sanfoneiro (Rafael Meninão) e do percussionista (Rick De La Torre), um violoncelista (Daniel Silva) e um rabequeiro e violeiro (Beto Lemos).

SALA TEREZA RACHEL
Quinta a Sábado, às 21h e Domingo, às 20h.


Leia mais

LA VERITÀ - Teatro Bradesco

Uma incursão acrobática e teatral livremente inspirada na vida e obra do pintor espanhol Salvador Dalí. Assim é “La Verità”, espetáculo que a Companhia Finzi Pasca, da Suíça, traz ao país em junho. O grande destaque do espetáculo é uma tela gigante de 15mx9m, criada por Dalí nos anos 40 e desaparecida durante décadas. Restaurada, ela atua como cenário do espetáculo.

Estreia 13 de julho de 2013, sábado.



Leia mais


Exposição

Mostra “Um outro olhar: Coleção Roberto Marinho”



Parte de uma das principais coleções de arte modernista e abstrata do Brasil está exposta  na mostra “Um outro olhar: Coleção Roberto Marinho” em cartaz até o dia 11/08 no Paço Imperial, no Centro. São 202 peças que pertenciam ao jornalista Roberto Marinho, fundador de um dos maiores conglomerados de mídia do Brasil. Dentre as obras expostas, há trabalhos de artistas como Portinari, Guignard, Pancetti e Di Cavalcanti, adquiridas nos ateliês que frequentava ou em salões de arte a partir dos anos 1930. Até sua morte, em 2003, ele conseguiu juntar mais de 1.400 peças.

De 14 de junho a 11 de agosto de 2013
Paço Imperial: Praça XV de Novembro, 48 - Centro
Informações: 2215-1622 | www.pacoimperial.com.br


RIO DE IMAGENS: uma paisagem em construção - MAR

Rio de Imagens: uma paisagem em construção descortina um olhar sobre a representação da cidade ao longo de quatro séculos. A partir de cerca de quatrocentas peças — da cartografia ao vídeo, passando por pintura, gravura, desenho, fotografia, escultura e objetos de design —, a exposição enfoca a criação de um imaginário sobre a cidade, seus desdobramentos e transformações. São destacadas obras de arte que contribuíram para formar uma iconografia da paisagem carioca, por meio de uma seleção que vai do início do século 19 até os dias de hoje (sendo a maioria oriunda de coleções particulares, o que torna ainda mais especial a oportunidade de vê-las reunidas).

Museu de Arte do Rio

Praça Mauá, 5, Centro

Leia mais


Contação de Histórias no CCBB


A Ciranda da Palavra - Dia 20/7
Silvia Castro traz histórias de autores consagrados da Literatura Brasileira. Com “Maria vai com as outras”, de Sylvia Orthof, vamos conhecer uma ovelha cheia de opinião, mas que nunca as expressava. Já em “Menina bonita do laço de fita”, de Ana Maria Machado, veremos o encontro de uma menina e um coelho. Em “O Menino que carregava água na peneira”, de Manoel de Barros, faremos uma viagem poética… Todas as narrativas entremeadas com canções do folclore brasileiro… Para dar o tom, a narradora se apresenta acompanhada pelo músico Dininho Silva.


Histórias de Reinos Distantes - Dia 21/7
Neste novo espetáculo Ilana Pogrebinschi narra três histórias curiosas sobre princesas e reis. São contos tradicionais: dois brasileiros e um oriental que trazem a sabedoria antiga para os tempos modernos. A contadora utiliza colares de origami, colheres de pau, chapéus orientais. As canções são da tradição brasileira, judaica e renascentista e duas canções originais compostas para o espetáculo. A contadora, ao violão, é acompanhada por Luzia de Mendonça ao acordeom e percussões.

Rua Primeiro de Março, 66 - Centro

Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h
 


Ao ar livre

Piquenique no Parque Lage


O Parque Lage cativa os visitantes. Seja pela efervescência cultural da EAV, seja pela possibilidade de passeios no clima bucólico de sua área verde, onde destacam-se o lago e as ilhas artificiais, as pontes com trabalhos em rocaille, o coreto e a gruta, construídos em argamassa, imitando rochas e troncos de árvores. Pode-se também circular dentro de uma das cavernas artificiais e admirar os aquários incrustados nas paredes. Os 12 tanques - o maior deles com capacidade para seis mil litros - abrigam diversas espécies de peixes, priorizando espécies de biomas de rios brasileiros. Hoje, com bastante diversão para todas as idades, incluindo parque infantil, trilhas – que levam ao Cristo Redentor -, chafariz, áreas para piquenique e descanso, estacionamento amplo, além de seguranças locais, o Parque Lage é um convite aos que desejam um contato próximo com a natureza.

Rua Jardim Botânico, 414

Jardim Botânico
Diariamente das 8 às 17 horas

 Leia mais


Parque Nacional da Serra dos Órgãos


Criado em 30 de novembro de 1939, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos é composto por uma extensa área de 20 mil hectares que abrange os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim.O Parnaso é uma das unidades de conservação mais conhecidas e visitadas do Brasil, e o terceiro Parque Nacional mais antigo do país – PARNA Itatiaia (1937) e PARNA Iguaçu (1939) o antecederam. Além das paisagens deslumbrantes, o Parnaso oferece aos seus visitantes diversas opções de lazer como piscinas naturais, cachoeiras, trilhas, abrigos de montanha, camping, centros de visitantes e áreas para piquenique.O parque possui 3 sedes localizadas nos municípios de Teresópolis, Guapimirim e Petrópolis. Em Teresópolis, a apenas 90 Km do centro do Rio de Janeiro, está localizada da sede principal, onde os visitantes contam com uma ampla infra-estrutura.

Bilheteria das 8 às 17 horas
Entrada no parque das 6 às 22 horas


Leia mais


De malas prontas - roteiros turísticos!

Conheça dez pontos turísticos que ajudam a compreender a História
(O Globo - Educação)


Professores listaram dez locais que guardam boas informações sobre a história do Brasil e do mundo. De Ouro Preto a Paris, conheça um sugestivo roteiro para quem quer relaxar sem se desconectar dos estudos, durante as férias.


Leia aqui!